Deseja implementar um Sistema de Gestão?

Fale connosco! Selecionamos um consultor adequado às suas necessidades.

José Miguel Lopes
Consultant
+351 226 162 971

ISO 22000 | FSSC22000 | BRCGS | IFS

Estas normas especificam requisitos de um Sistema de Gestão da Segurança Alimentar (SG-SA) para que uma Organização possa, por exemplo:

  • Planear, implementar, operar, manter e atualizar um sistema de gestão da segurança alimentar, com o objetivo de fornecer produtos que, de acordo com o seu uso pretendido, sejam seguros;
  • Demonstrar conformidade com os requisitos regulamentares;
  • Garantir a conformidade com os requisitos específicos do Cliente;
  • Comunicar eficazmente na cadeia alimentar as questões da segurança alimentar.

Os esquemas FSSC 22000, BRCGS e IFS são reconhecidos pela Global Food Safety Initiative (GFSI). O reconhecimento da GFSI demonstra que o SG-SA satisfaz os mais altos padrões de segurança alimentar. Desta forma, é valorizado em toda a indústria de alimentos internacional.

Estes esquemas são também amplamente aceites por Organismos de Acreditação em todo o mundo e apoiados por importantes partes interessadas, tais como a FoodDrinkEurope (FDE) e a American Grocery Manufacturers Association (GMA).

Estas normas são aplicáveis a qualquer Organização que opere na cadeia alimentar, incluindo distribuição e produtores de embalagens.

Atividades a implementar

  • Identificação e implementação de pré-requisitos;
  • Identificação de perigos para a Segurança Alimentar;
  • Definição do Plano HACCP e PPRO (ISO 22000);
  • Obtenção da conformidade legal com a legislação alimentar;
  • Preparação da resposta à emergência;
  • Sensibilização dos Colaboradores para as boas práticas de fabrico;
  • Controlo de fornecedores;
  • Formalização de uma Política da Segurança Alimentar;
  • Definição de Objectivos da Segurança Alimentar;
  • Realização de auditorias internas;
  • Prevenção da fraude e sabotagem alimentar;
  • Implementação de procedimentos operacionais.

Processo de implementação:

  • Formação
    • Workshop com a Administração
    • Formação da Equipa Coordenadora
  • Diagnóstico
    • Nomeação dos consultores e da equipa interna
    • Recolha de informação
    • Elaboração do Relatório de Diagnóstico
    • Aprovação do Plano de Implementação
  • Implementação
    • Formação da equipa interna e colaboradores-chave
    • Implementação das ações
    • Verificação da implementação das ações e execução do Plano de implementação
  • Auditoria Interna
    • Realização da auditoria interna
    • Entrega e discussão do Relatório à Gestão de Topo
    • Resolução de questões que possam ter sido identificadas

Certificação:

A certificação é atribuída por um Organismo Certificador credível para as partes interessadas.

Quando este organismo verifica, através de uma auditoria de concessão, a conformidade com os requisitos normativos e legais emite um certificado e concede o direito de usar a marca ‘empresa certificada’.

A nossa equipa de consultores acompanha-o desde a seleção do Organismo Certificador até à emissão do certificado.

Fale connosco para mais informações!

certificacao-sistemas-gestao
Estrategor